Qual o objetivo da Coop 99?

O objeto social da atividade da Coop 99 é a criação de uma alternativa económica que, por um lado, reúne as iniciativas de auto-organização económica de cada pessoa cooperadora e, por outro, serve de apoio à estimulação dos seus projetos, serviços ou produtos que garantem a sustentabilidade da vida.  Trata-se de uma cooperativa integral que através de uma gestão participada de cada ramo, opera nas áreas sociais e económicas necessárias ao viver, promovendo o equilíbrio e o bem-estar a cada uma das pessoas cooperadoras, isto é: reforça o apoio mútuo, a autonomia, a partilha de recursos e saberes, promove dinâmicas de não dominação, de cuidado e a proteção e regeneração ambiental. 

 

Objetivos Gerais (OG):

OG1: Diminuir o desemprego e a precariedade no trabalho 

OG2: Aumentar a sensibilidade face à importância da cooperação para o crescimento dos negócios, qualidade de vida das pessoas  cooperadoras e da proteção ambiental

Objetivos Específicos (OE)

OE1.1 Aumentar as oportunidades de criação do próprio emprego em cada sector

OE1.2: Diminuir os obstáculos formais e burocráticos face à criação do próprio emprego e da contratação de pessoas

OE1.3 Aumentar os rendimentos das pessoas produtoras, micro-produtoras locais e/ou prestadoras de serviços 

OE1.4 Reduzir os intermediários entre pessoas produtora/prestadora de serviços e pessoa consumidora

OE 2.1 Criar novas dinâmicas e processos de trabalho horizontais e cooperativos

OE 2.2 Cultivar relações de confiança, auto-responsabilização e de cooperação na comunidade

OE 2.3 Aumentar a partilha de recursos e a venda cruzada

OE 2.4 Aumentar a visibilidade das mais valias do trabalho cooperativo

OE 2.5 Aumentar o bem estar individual de cada cooperador

OE 2.6 Aumentar o consumo local, ético e ecológico

OE 2.7 Reduzir o desperdício e o consumo produtos danosos para o Planeta



Porque se escolheu o nome Coop 99?

Coop 99 é o nome que escolhemos para enfatizar a importância da união de todas as pessoas que vivem amarradas a um sistema económico que fomenta desigualdades, discriminação e injustiça social. Sabias que apenas 1% da população mundial detém mais da metade da riqueza global? E que esse 1% acumulou quase ⅔ de toda a riqueza gerada desde 2020? Além disso, são os mais abastados os que mais degradam o nosso precioso Planeta. Esses dados, regularmente atualizados pela OXFAM, Wid World, entre outras organizações internacionais, denunciam a completa e crescente ineficácia do sistema económico vigente, bem como dos governos, em garantir uma distribuição equitativa de riqueza.

Nós representamos a maioria capaz de forjar alternativas mais justas. O caminho a seguir é o da cooperação, não o da competição. Ao colaborarmos, estamos a demonstrar que a verdadeira riqueza reside na solidariedade e na partilha. O caminho é o do respeito pela Natureza e a defesa intransigente da Sustentabilidade da Vida.

O nosso logo é de cor preto porque foi escolhido para ser inclusivo, minimizando as diferenças no espectro do daltonismo. Um certo tom de azul e verde foram também selecionados com base em pesquisas, para abranger a maioria das percepções, por isso, sempre que necessário usaremos estas cores. A neutralidade linguística é um dos nossos compromissos, por isso, o nosso site oferece leitura em áudio. A nossa sede é acessível, com rampas e instalações para mobilidade reduzida e queremos fazer mais e melhor! Estamos em constante evolução e abertos a sugestões, pois a jornada é coletiva. Junta-te a nós!

 

Como nasceu a Coop 99?

A Coop 99, Cooperativa Integral do Porto, começou a germinar em 2020 (através de uma proposta reprovada ao abrigo do concurso para o orçamento participativo de uma Junta de Freguesia do Porto), devido ao aumento do desemprego, do individualismo e dinâmicas de dominação que, cada vez mais, destróem as raízes identitárias e as dinâmicas comunitárias dos Portuenses e de todas as pessoas que escolhem o Porto para viver. Em 2022 um grupo mais alargado de pessoas, amigas, colegas de trabalho, ou apenas com afinidades pela criação de uma alternativa económica transformadora, sentiu a necessidade de criar no Porto um espaço coletivo de auto-organização económica e de regeneração ambiental que garanta as condições legais para a criação e desenvolvimento de Produtos, Projetos e Negócios individuais e, ao mesmo tempo, para a construção de dinâmicas de cooperação, de solidariedade, de cuidado e regeneração ambiental. Se cada uma, individualmente, não tinha a força, a capacidade económica, ou todos os saberes e ferramentas necessários à criação de uma iniciativa económica viável e motivadora, juntas pensaram na possibilidade de partilhar recursos e saberes que criassem as condições para os seus projetos e negócios e para outras pessoas das suas redes de contactos ou da mesma comunidade. A colaboração com a rede de cooperativas integrais, a formação partilhada e o apoio de outras cooperativas que já tinham trilhado o caminho da criação de iniciativas transformadoras em Portugal ajudaram a desenvolver a ideia de negócio e a clarificar inúmeras dinâmicas organizacionais necessárias. Muito agradecemos a todas as pessoas que confiam e querem fazer mais e melhor dentro deste coletivo.

Nós representamos a maioria capaz de forjar alternativas mais justas. O caminho a seguir é o da cooperação, não o da competição. Ao colaborarmos, estamos a demonstrar que a verdadeira riqueza reside na solidariedade e na partilha. O caminho é o do respeito pela Natureza e a defesa intransigente da Sustentabilidade da Vida.

O nosso logo é de cor preto porque foi escolhido para ser inclusivo, minimizando as diferenças no espectro do daltonismo. Um certo tom de azul e verde foram também selecionados com base em pesquisas, para abranger a maioria das percepções, por isso, sempre que necessário usaremos estas cores. A neutralidade linguística é um dos nossos compromissos, por isso, o nosso site oferece leitura em áudio. A nossa sede é acessível, com rampas e instalações para mobilidade reduzida e queremos fazer mais e melhor! Estamos em constante evolução e abertos a sugestões, pois a jornada é coletiva. Junta-te a nós!

 

Quem faz parte atualmente dos órgãos sociais da Coop 99?

Até termos mais de 25 pessoas cooperadoras a Coop 99 tem apenas três representantes legais, um por cada órgão da cooperativa; quando ultrapassarmos a barreira dos 25 existirão eleições e a Cooperativa terá 8 pessoas nos órgãos sociais. Atualmente:

Presidente da Mesa da Assembleia Geral: Beatriz Ferreira

Presidente da Direção: Alina Santos

Presidente do Conselho Fiscal: Eugénia Barros

Quais os princípios seguidos pela Coop 99?

a) Transparência: todos os processos de governação e decisão devem estar abertos a todas as pessoas cooperadoras, nomeadamente, as reuniões de direção, a consulta de documentação inerente à gestão da cooperativa e seus projetos, entre outros; também a relação entre as pessoas deve ser baseada na transparência e na autenticidade, podendo estas serem facilitadas pelas assembleias de cuidados mensais.

b) Cooperação, apoio mútuo e intercooperação: todas as pessoas devem cooperar e apoiar cada uma das outras cooperadoras, quer no desenvolvimento dos seus projetos e negócios, quer nas dimensões mais pessoais que sejam partilhadas; todas as pessoas devem unir-se em torno de uma alternativa económica que fomenta a geração de renda, ao mesmo tempo que promove o apoio mútuo e a coesão comunitária; a cooperativa deve, também, cooperar com outras cooperativas e outras organizações para a prossecução do seu objeto e (re)construção do sentido de comunidade mais ampla.

c) Organização, autogestão e co-propriedade: qualquer pessoa deve participar e contribuir para qualquer área de gestão e processos de tomada de decisão assembleares, devendo as tarefas da cooperativa serem distribuídas de forma equitativa por todas as pessoas cooperadoras, garantindo a eficácia dos procedimentos internos, de organização e gestão financeira; todas as pessoas cooperadoras são responsáveis e repartem a propriedade, as despesas e as receitas da cooperativa, devendo usufruir de formação e de todos os benefícios dos fundos de reserva obrigatórios por lei.

d) Participação Assemblear e Compromisso: todas as pessoas cooperadoras, de forma autónoma, devem responsabilizar-se e participar na condução de atividades necessárias à dinamização da cooperativa, sendo todas as decisões gerais tomadas nas Assembleias regulares; esta participação está associada à importância da promoção do interesse e reforço do poder da comunidade local. 

e) Equidade, razoabilidade e proporcionalidade na fixação de comissões, taxas e preços: deve garantir-se o acesso de todas as pessoas cooperadoras e de toda a comunidade em geral, quer aos serviços da cooperativa, quer aos produtos, serviços e negócios de cada pessoa cooperadora.

f) Gestão eficiente dos recursos disponíveis: todas as pessoas devem reduzir o consumo e o desperdício no geral e responsabilizar-se pela gestão, o mais eficiente possível, dos recursos humanos, naturais e materiais, necessários à gestão da cooperativa e da sustentabilidade da vida; devem preferir-se, sempre que possível, produtos ecológicos, de origem não animal, locais, sazonais, familiares, justos e solidários.

g) Não dominação e não discriminação: nenhuma pessoa tem prodominância face a outra; não são permitidos qualquer tipo de agressão ou formas de discriminação, nem dominação; todas as pessoas têm os mesmos direitos e deveres independentemente da classe, raça/etnia, género, orientação sexual, origem geográfica, religião, estatuto de imigração, idade, diversidade neurofuncional, ou por qualquer outra razão/identidade.

h) Valorização, em igual medida, do trabalho produtivo e reprodutivo: as tarefas reprodutivas devem ser incluídas nos planos de trabalho produtivo; devem promover-se políticas de gestão interna capazes de garantir a distribuição do trabalho reprodutivo e de cuidado por todas as pessoas de forma, o mais justa e equitativa possível.

i) Adesão voluntária e livre: cada pessoa cooperadora é livre de se juntar ou de sair da cooperativa, devendo garantir-se o respeito pela escolha de cada pessoa.

 j) Sustentabilidade da Vida no centro de todas as atividades: subjacente a todos os anteriores princípios está o inteiro respeito pela      vida, em todas as suas formas e expressões, e o dever de perceber que somos todas as pessoas parte de um todo que precisa de cuidado.

 

Quais os setores que fazem parte desta cooperativa multissetorial?

  1. No ramo de serviços a cooperativa tem como objeto a prestação de serviços necessários, pelas pessoas cooperadoras ou a eles destinados, à sustentabilidade da vida, em áreas como por exemplo, saúde, arquitetura, consultoria, restauração, contabilidade, educação, design, limpezas, direito, canalização, engenharia, entre outras, consoante os ramos de atividade ou necessidade de cada pessoa cooperadora. 
  2. No ramo de comercialização a cooperativa tem por objeto adquirir, armazenar e fornecer às pessoas cooperadoras comerciantes, os bens e serviços necessários à sua atividade comercial, e colocar no mercado os bens produzidos ou transformados pelas pessoas cooperadoras, de forma mais local, ecológica, justa e solidária possível. 
  3. No ramo de consumidores a cooperativa tem como objeto o abastecimento das pessoas cooperadoras em termos de bens essenciais, para seu consumo e dos seus familiares, através da criação de um mercado próprio e de um sistema de trocas entre pares baseado no apoio mútuo e na promoção do consumo consciente, o mais local, ecológico, justo e solidário possível. 
  4. No ramo agrícola, a cooperativa tem por objeto, numa perspetiva de polivalência, a produção agrícola, florestal e regenerativa; recolha, concentração, a transformação, a conservação, o armazenamento e o escoamento de bens e produtos provenientes das explorações de pessoas cooperadoras; a instalação e a prestação de serviços às explorações de pessoas cooperadoras, nomeadamente de índole organizativa, técnica, tecnológica, económica, financeira, comercial, administrativa e associativa. 
  5. O ramo da cultura tem como objeto a partilha de saberes, conhecimentos, criatividade e talento individuais e coletivos, essenciais ao desenvolvimento humano, ao reforço do sentimento comum de identidade e da coesão social. Pode materializar-se na construção de obras, instalações, espetáculos, cinema e audiovisuais, artes editoriais, teatro, dança, música, e outros eventos, movimentos e produtos artísticos e culturais.
  6.  No ramo de habitação e construção, a cooperativa tem como objeto a aquisição de terrenos ou edifícios, e a construção e reabilitação de edifícios de forma o mais local, ecológica, justo e solidária possível, destinados a prover as necessidades habitacionais das pessoas cooperadoras.

Como posso cooperar?

Há quatro formas de cooperar, sendo: 

  • Uma Pessoa Cooperadora Efetiva
  • Compra no mínimo de 3 títulos de capital (15€)
  • Paga à entrada uma Joia (15€) 
  • Toda a sua atividade económica é apoiada na Coop 99
    • por isso, paga uma cota mensal 100€+4% facturação ou
    • paga uma taxa de utilização do espaço de 12€/mês por m2 + 4% de taxa administrativa

 

  • É uma pessoa cooperadora de plenos direitos.
  • Pode votar na AG e ser eleito para os órgão sociais.
  • Pode vender serviços, produtos ou promover projetos através da coop 99, feiras e eventos no exterior.
  • Pode usufruir do gabinete de apoio aos negócios, contabilidade organizada e de descontos nas compras.
  • Pode ter acesso a acordo cooperativo e contratar pessoas e arrendar espaços através da coop 99.

 

  1. Uma Pessoa Cooperadora Prossumidora:
  • Compra no mínimo de 3 títulos de capital (15€)
  • Paga à entrada uma Joia 15€ 
  • Vende produtos nas lojas (física ou on-line) ou cafetaria 
    • Consignação – 20% de taxa administrativa ou
    • Produtos agrícolas – 30% de taxa administrativa
    • Venda de serviços – 12% de taxa administrativa

 

  • É uma pessoa cooperadora de plenos direitos
  • Pode votar na AG e ser eleito para os órgão sociais;
  • Pode vender serviços através do site coletivo, vender produtos na loja ou promover projetos através da coop 99
  • Pode usufruir de descontos nas suas compras.
  • Pode também participar nas assembleias de cuidados

 

  1. Uma Pessoa Cooperadora Consumidora: 
  • Compra no mínimo de 3 títulos de capital (15€)
  • Paga à entrada uma Joia 15€ 
  • Faz apenas parte do setor do Consumo

 

  • É uma pessoa cooperadora de plenos direitos
  • Pode votar na AG e ser eleito para os órgão sociais;
  • Pode também participar nas assembleias de cuidados

 

  1. Uma Pessoa Cooperante: 
  • Pode ser uma pessoa fornecedora que vende por revenda ou consignação
  • Pode ser uma pessoa cliente que compra mas sem usufruir dos descontos de pessoa cooperadora
  • Pode ser alguém que, temporariamente, colabora com a Coop 99, num estágio por ex., mas que não quer nenhum vínculo formal com a cooperativa.

 

  • Pode participar nas AG mas sem direito a voto

O que são títulos de capital?

Títulos de capital são a representação de ser cooperador no capital da cooperativa. 

Títulos de capital representam o investimento ou contribuição financeira que cada cooperador faz à cooperativa para esta poder desenvolver a(s) sua(s) atividade(s) nos diversos setores.

Materializam-se num documento que representa a parte de capital que cada pessoa tem na cooperativa, que autentica o direito da pessoa cooperadora na cooperativa.

Em termos mais simples, podemos dizer que cada pessoa pode comprar (pelo menos) 3 títulos de capital no valor de 5€ cada e, através dessa aquisição, torna-se co-proprietária de uma entidade que é gerida coletivamente.

Posso ser voluntário?

Sim! Temos todo o gosto em aceitar voluntariado, estágios e outras formas mais informais de cooperar. Manda um email para o geral@coop99.pt e conta-nos a tua proposta.

Quais os direitos e deveres das pessoas cooperadoras?

As Pessoas Cooperadoras têm direito a:

  1. Tomar parte nas Assembleias Gerais e nas Assembleias Sectoriais,  das secções em que estão inscritos, apresentando propostas e discutindo e votando os pontos constantes da respectiva ordem de trabalhos;
  2. Eleger e ser eleitos para os Órgãos da cooperativa;
  3. Solicitar esclarecimentos sobre as atividades da Cooperativa, podendo examinar a escrita e as contas da Cooperativa e demais documentos que entender necessários, nos períodos e nas condições fixadas pela Direção;
  4. Requerer a convocação da Assembleia extraordinária nos termos definidos nos Estatutos;
  5. Participar de todas as atividades que constituem objeto das secções da Cooperativa em que estão inscritas, inclusivé das discussões dos contratos e da sua execução, recebendo pelo seu trabalho de acordo com as normas aprovadas em Regulamento Interno;
  6. Desenvolver os seus projetos próprios de forma individual ou em colaboração com outras pessoas cooperadoras, desde que enquadrados no objeto dos estatutos e regulamento interno e desde que estejam inscritos na respectiva secção, tendo autonomia de gestão sobre os mesmos, e assumindo toda a responsabilidade legal que eles impliquem.
  7. Apresentar a sua demissão.

 

As Pessoas Cooperadoras devem:

  1. Observar os princípios cooperativos e respeitar as Leis, os Estatutos e o Regulamento Interno;
  2. Desempenhar com zelo, diligência e brio profissional as tarefas ou cargos sociais que lhes forem confiados;
  3. Aceitar as deliberações sociais;
  4. Efetuar os pagamentos previstos nos presentes Estatutos;
  5. Manter atualizados os dados pessoais no registo da Cooperativa;
  6. Proceder com honestidade e veracidade na apresentação de quaisquer dados e declarações submetidos à Cooperativa.
  7. Participar das perdas do exercício, na proporção das operações que houver realizado com a Cooperativa, se o Fundo de Reserva não for suficiente para cobri-las;
  8. Comunicar à Direção eventual interrupção temporária das suas atividades.

Como posso fazer-me uma pessoa cooperadora?

– Inscreve-te (aqui) nas sessões de boas-vindas para novas pessoas cooperadoras, lê com atenção os documentos que te vão ser enviados e decide se queres pertencer à Coop 99.

– Preenche (aqui) a ficha de adesão, paga a Jóia de 15€ (contributo para o investimento de cada pessoa cooperadora que, antes de ti, permitiu criar a Coop 99) e compra pelo menos 3 títulos de capital no valor de 5€ cada (se saíres da cooperativa podes pedir este valor de volta). Para fazer parte do setor de consumo, cultura e/ou serviços basta comprar 3 títulos de capital, para fazer parte dos setores de comercialização, habitação e construção e/ou agrícola a compra mínima é de 20 títulos.



O que oferece a Coop às pessoas cooperadoras?

Cada pessoa pode usufruir dos seguintes saberes/serviços compartilhados pela Coop 99: 

 1. Entidade Legal com Contabilidade Organizada e Sistema de Faturação partilhados 

Todas as pessoas cooperadoras podem criar os seus projetos profissionais, produtos, ou negócios através da estrutura legal da cooperativa, dentro de cada um dos 6 setores; assim, todas as cooperadoras efetivas têm direito a usar o programa de faturação da cooperativa e a dispor dos serviços de contabilidade organizada. Todas podem também, estabelecer Acordos de Cooperação (equiparados a contratos por conta de outrem) para si e para outras pessoas colaboradoras e conquistar mais direitos sociais e de saúde. Manda-nos um email com a tua ideia e as tuas necessidades.

2. Gabinete de apoio à criação de negócio

Todas as pessoas podem usufruir do trabalho de uma equipa técnica que garante um espaço de partilha de competências de apoio à criação e/ou a otimização dos negócios ou projetos de cada pessoa cooperadora. Dentro deste oferecer-se-á: 2.1. Apoio na conceção do plano de negócios de cada pessoa; 2.2 Apoio à apresentação de propostas e candidaturas a fundos nacionais e internacionais, públicos e privados; 2.3. Consultoria financeira; 2.4. Apoio jurídico; 2.5. Design de comunicação, imagem e desenvolvimento de produto; 2.6. Website com plataforma e-commerce.

3. Formação 

As pessoas cooperadoras podem usufruir das verbas destinadas pela Coop 99 para formação. Todas as pessoas estão a aprender e a enfrentar desafios constantes ao longo da vida, aqui na Coop 99, a diferença é que podes partilhar o que sabes, assim como as tuas dúvidas e vulnerabilidades com as outras pessoas cooperadoras e, em conjunto, procurar respostas, caminhos ou soluções. Participa nas Assembleias e partilha as tuas ideias e necessidades, estamos aqui para ti.

4.  Espaço cowork e multiusos

Na sede existe espaço disponível para cada pessoa poder trabalhar; há um preço mensal por m2 (taxa de utilização) no caso da pessoa precisar de um espaço fixo e regular (secretária, gabinete, ou outro); e haverá também a possibilidade de usar um espaço amplo para a organização de aulas diversas, concertos, eventos, … com valor e taxa de utilização ajustado. Através da Coop 99 cada pessoa pode também alugar outros espaços que necessite para o desenvolvimento das suas atividades profissionais. Fala connosco, passa pela loja ou envia um email para e conta-nos as tuas necessidades. 

5. Cozinha 

Há uma cozinha que pode ser usada por todas as pessoas cooperadoras, por ex. podes usar o micro-ondas para aquecer refeições que trazes de casa ou usar a cozinha para garantir apoio à organização dos eventos que organizes na Coop 99. Garante a confecção de algumas refeições, como sopas, tostas e sumos, aplicando o princípio do desperdício zero e de menu sazonal, a preços justos, para quem trabalha no cowork e restantes pessoas cooperadoras; pretende-se, reduzir o desperdício alimentar através do consumo interno dos produtos em fim de validade da loja e reduzir o uso de embalagens.  

6. Transporte 

Estamos a tentar adquirir um carro elétrico ou híbrido que possa servir todas as pessoas cooperadoras para transportar os seus produtos e participar por ex. em feiras e festivais, em troca de uma taxa de utilização à hora/km. Também estamos a procurar bicicletas para disponibilizar nos mesmos moldes e a pensar num esquema de boleias, com vista à promoção da redução de emissões de CO2 e a coletivização de recursos. Em breve divulgaremos mais informações; podes acompanhar as reuniões semanais e mensais e ajudar a pensar em soluções.

7. Loja e grupo de consumo 

A loja é a “montra comum” onde se expõem os produtos e produções de todas as pessoas cooperadoras efetivas e prossumidoras. Será um dos nossos cartões de visita in vivo já que permite vender de forma direta aos consumidores finais (outras cooperadoras ou comunidade externa) e ser um ponto de encontro entre todas as pessoas; venderá diversos produtos como: hortícolas (produção agrícola local e ecológica), pão, cerveja artesanal, azeite, mas também, cosmética, ilustrações, candeeiros, plantas, vestuário, etc., baseados na produção e consumo consciente, o mais local, ecológico e justo possível.

8. Recursos materiais diversos

Porque é que cada pessoa tem que ter todas as ferramentas ou equipamentos necessários à sua atividade profissional se podemos partilhar e dividir despesas e esforços? Projetor, colunas, instrumentos musicais, materiais de cozinha, ferramentas, entre muitos outros, poderão ser requisitados e partilhados. Ajuda-nos a preencher esta lista (aqui) onde se divulga o que temos disponível e as necessidades de algumas pessoas; se tiveres coisas a partilhar com outras pessoas ou precisares de algum material em especial, por favor manda-nos um email ou passa pela loja.

 

Como posso comprar os produtos ou serviços da Coop?

Podes, em breve, dirigir-te à nossa loja. Ou visitar a nossa loja on-line.

Posso vender os meus produtos na loja? O que posso vender na loja?

Sim, basta que sejas uma pessoa cooperadora prossumidora. para venderes qualquer produto que tu própria produzas. Deves, para isso, perceber se concordas e segues os princípios da coop 99. Também podes ser apenas uma pessoa fornecedora.

Posso trabalhar no espaço cowork da Coop 99?

Sim, todas as pessoas são bem-vindas. Basta que nos envies um email para geral@coop99.pt

A Coop organiza formação para as pessoas cooperadoras?

Sim, temos esse compromisso com as pessoas cooperadoras e é uma obrigação legal da cooperativa ter uma reserva para formação. Fala-nos das tuas necessidades!

Como posso requisitar material e equipamento que têm para partilhar?

Porque é que cada pessoa tem que ter todas as ferramentas ou equipamentos necessários à sua atividade profissional se podemos partilhar e dividir despesas e esforços? Projetor, colunas, instrumentos musicais, materiais de cozinha, ferramentas, entre muitos outros, poderão ser requisitados e partilhados. Ajuda-nos a preencher esta lista (aqui) onde se divulga o que temos disponível e as necessidades de algumas pessoas; se tiveres coisas a partilhar com outras pessoas ou precisares de algum material em especial, por favor manda-nos um email ou passa pela loja.

Lista de materia disponível:

  • Projetor multimédia
  • PC
  • Colunas
  • Mesa de som
  • Eletrodomésticos

Quero fazer um elogio ou uma reclamação

Podes deixar no nosso site nos livros de reclamações e/ou elogios as tuas opiniões ou reclamações ou pedir na loja os livros em formato físico.

Qual a política de proteção de dados da Coop 99?

Quem somos

O endereço do nosso sítio Web é: https://coop99.pt.

A Coop 99, Cooperativa Integral do Porto, valoriza a privacidade dos seus utilizadores e está empenhada em proteger as informações pessoais fornecidas. Esta política de privacidade descreve como recolhemos, utilizamos e protegemos as informações pessoais que nos são fornecidas através do nosso website ou, redes sociais ou outros documentos recolhidos..

Recolha de Informações

Ao utilizar o nosso site, algumas seções poderão solicitar informações pessoais, tais como o seu nome, endereço de e-mail e número de telefone, quando faz compras na loja, subscreve a nossa newsletter ou preenche algum formulário. Estas informações são recolhidas de forma voluntária e serão utilizadas apenas para os fins para os quais foram fornecidas.

Utilização das Informações

As informações pessoais recolhidas serão utilizadas exclusivamente para fins internos da organização da Coop 99. Podemos utilizar as informações para enviar newsletters, comunicar atualizações sobre projetos e eventos, enviar informações entre outras. As informações pessoais não serão partilhadas, vendidas ou alugadas a terceiros sem o seu consentimento expresso, exceto quando exigido por lei.

Comentários

 Quando os visitantes deixam comentários no sítio, recolhemos os dados apresentados no formulário de comentários, bem como o endereço IP do visitante e a cadeia de agentes do utilizador do browser para ajudar na deteção de spam. Uma cadeia anónima criada a partir do seu endereço de correio eletrónico (também designada por hash) pode ser fornecida ao serviço Gravatar para verificar se o utilizador o está a utilizar. A política de privacidade do serviço Gravatar está disponível aqui: https://automattic.com/privacy/. Após a aprovação do seu comentário, a sua imagem de perfil fica visível para o público no contexto do seu comentário.

Cookies

Se deixar um comentário no nosso sítio, pode optar por guardar o seu nome, endereço de correio eletrónico e sítio Web nos cookies. Estes cookies são para sua conveniência, para que não tenha de voltar a preencher os seus dados quando deixar outro comentário. Estes cookies terão a duração de um ano. Se visitar a nossa página de início de sessão, definiremos um cookie temporário para determinar se o seu browser aceita cookies. Este cookie não contém dados pessoais e é eliminado quando fecha o seu browser. Quando inicia a sessão, também configuramos vários cookies para guardar as suas informações de início de sessão e as suas opções de visualização do ecrã. Os cookies de início de sessão duram dois dias e os cookies de opções de ecrã duram um ano. Se selecionar “Lembrar-me”, o seu início de sessão persistirá durante duas semanas. Se terminar a sessão na sua conta, os cookies de início de sessão serão removidos. Se editar ou publicar um artigo, será guardado um cookie adicional no seu browser. Este cookie não inclui dados pessoais e indica simplesmente o ID de publicação do artigo que acabou de editar. Expira ao fim de 1 dia.

Com quem partilhamos os seus dados

 Se solicitar uma reposição da palavra-passe, o seu endereço IP será incluído no e-mail de reposição.

Segurança

Implementamos medidas de segurança adequadas para proteger as informações pessoais contra acesso não autorizado, alteração, divulgação ou destruição. No entanto, nenhum método de transmissão pela internet ou de armazenamento eletrónico é totalmente seguro, pelo que não podemos garantir a segurança absoluta das informações fornecidas através do nosso site.

Ligações Externas

O nosso site pode conter ligações para sites externos. Não nos responsabilizamos pelas práticas de privacidade ou conteúdo desses sites. Encorajamos os utilizadores a lerem as políticas de privacidade desses sites antes de fornecerem qualquer informação pessoal.

Durante quanto tempo conservamos os seus dados

Para os utilizadores que se registam no nosso sítio Web (caso existam), também guardamos as informações pessoais que fornecem no seu perfil de utilizador. Todos os utilizadores podem ver, editar ou eliminar as suas informações pessoais em qualquer altura (exceto que não podem alterar o seu nome de utilizador). Os administradores do sítio Web também podem ver e editar essas informações.

Que direitos tem sobre os seus dados

Se tiver uma conta neste sítio ou tiver deixado comentários, pode pedir para receber um ficheiro exportado dos dados pessoais que temos sobre si, incluindo quaisquer dados que nos tenha fornecido. Também pode solicitar a eliminação de quaisquer dados pessoais que tenhamos sobre si. Isto não inclui quaisquer dados que sejamos obrigados a manter para fins administrativos, legais ou de segurança.

Alterações à Política de Privacidade

Reservamo-nos o direito de modificar esta política de privacidade a qualquer momento. Quaisquer alterações serão publicadas nesta página e entrarão em vigor imediatamente após a sua publicação.

Contacto

Se tiver alguma dúvida ou preocupação relacionada com a nossa política de privacidade, entre em contacto connosco através dos nossos e-mails.